Menu Toggle

Bem-vindo ao Fórum Vodafone

Tv / Serviços

Vodafone vende telemovel de 199,90 euros com defeito na câmara, sendo consderado normal

fproenca
Novo Utilizador

No dia 23/01/2017 foi adquirido na loja Vodafone do Gaiashopping o equipamento Alcatel VFD 700 (Vodafone Smart Ultra 7 Black, com o valor de 199,90 euros (162,52+IVA), pela fatura n.º 8212276637

 

Em momento algum foi mencionado quaisquer anomalias na câmara frontal, muito menos da possibilidade da alteração da qualidade do equipamento em caso de futura actualização de software

 

No acto da compra, equipamento funcionava na plenitude, até que foi sugerida uma actualização de software, que o utilizador aceitou, descarregou e fez correr de forma habitual.

 

Com a referida actualização a câmara frontal passou a tirar fotos em que metade da foto fica legível e a outra metade fica completamente desfocada, algo que não acontecia antes.

 

Tendo enviado para a reparação, ordem de reparação: OR170101234, foi mencionado que "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento"

 

Das duas uma, estamos perante uma grande incompetêcia da assistência técnica, ou a Vodafone anda a vender equipamentos com defeito, sem alertar os potenciais compradores para tão absurdo defeito, neste último caso, podemos considerar de burla.

 

Uma coisa é certa, cabe à Vodafone escolher os seus equipamentos e parceiros da assistência técnica, depois de recebermos como resposta "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento" a um defeito tão absurdo e inadmissível, deixamos de acreditar nas lojas da Vodafone e assistência técnica, pelo que nunca mais iremos adquirir equipamentos naquelas lojas, por outro lado, vamos equacionar a não renovação dos contratos de telecomunicações, quando chegar a altura própria.

 

A Constituição da República Portuguesa e a Lei de Defesa do Consumidor, Lei 24/96, atribuem aos consumidores um conjunto de direitos, destacamos os seguintes:

  • direito à qualidade dos bens ou serviços;
  • direito à prevenção e à reparação de prejuízos; e,
  • direito à informação para o consumo

 

Deste modo solicitamos um esclarecimento por escrito, de forma clara e inequivoca do seguinte:

  1. significado da frase: "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento", ou seja, uma razão técnica para a câmara tirar meia foto perfeita e outra metade desfocada
  2. razão pela qual tal defeito não é mencionado aos compradores do ano da venda.

 

Mostrar mais
7 RESPOSTAS 7
fproenca
Novo Utilizador

No dia 23/01/2017 foi adquirido na loja Vodafone do Gaiashopping o equipamento Alcatel VFD 700 (Vodafone Smart Ultra 7 Black, com o valor de 199,90 euros (162,52+IVA), pela fatura n.º 8212276637

 

Em momento algum foi mencionado quaisquer anomalias na câmara frontal, muito menos da possibilidade da alteração da qualidade do equipamento em caso de futura actualização de software

 

No acto da compra, equipamento funcionava na plenitude, até que foi sugerida uma actualização de software, que o utilizador aceitou, descarregou e fez correr de forma habitual.

 

Com a referida actualização a câmara frontal passou a tirar fotos em que metade da foto fica legível e a outra metade fica completamente desfocada, algo que não acontecia antes.

 

Tendo enviado para a reparação, ordem de reparação: OR170101234, foi mencionado que "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento"

 

Das duas uma, estamos perante uma grande incompetêcia da assistência técnica, ou a Vodafone anda a vender equipamentos com defeito, sem alertar os potenciais compradores para tão absurdo defeito, neste último caso, podemos considerar de burla.

 

Uma coisa é certa, cabe à Vodafone escolher os seus equipamentos e parceiros da assistência técnica, depois de recebermos como resposta "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento" a um defeito tão absurdo e inadmissível, deixamos de acreditar nas lojas da Vodafone e assistência técnica, pelo que nunca mais iremos adquirir equipamentos naquelas lojas, por outro lado, vamos equacionar a não renovação dos contratos de telecomunicações, quando chegar a altura própria.

 

A Constituição da República Portuguesa e a Lei de Defesa do Consumidor, Lei 24/96, atribuem aos consumidores um conjunto de direitos, destacamos os seguintes:

  • direito à qualidade dos bens ou serviços;
  • direito à prevenção e à reparação de prejuízos; e,
  • direito à informação para o consumo

 

Deste modo solicitamos um esclarecimento por escrito, de forma clara e inequivoca do seguinte:

  1. significado da frase: "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento", ou seja, uma razão técnica para a câmara tirar meia foto perfeita e outra metade desfocada
  2. razão pela qual tal defeito não é mencionado aos compradores do ano da venda.

 

Mostrar mais
LockjaW
Ultra Sábio
*característica Realmente é um defeito que muitos técnicos da vodafone já verificaram e mesmo assim continuaram a vender o equipamento com o defeito até sair do mercado com a entrada do v8.
Mostrar mais
Marta_Vodafone
Moderador

Olá @fproenca,

 

No momento da compra é nos impossível referir ou identificar qualquer anomalia que o equipamento possa ter, assim como, quando é lançada uma atualização disponibilizada pela Marca, se esta poderá causar alguma irregularidade no funcionamento do telefone.

Deste modo, sugerimos que se desloque a uma loja Vodafone com assistência técnica de modo a que o equipamento seja novamente analisado.

 

 

Obrigada,

Marta_Vodafone 

Mostrar mais
fproenca
Novo Utilizador

Boa tarde,

Somos o suficientemente inteligentes para saber que no momento da compra é impossível aferir um problema futuro, também somos o suficientemente inteligentes para colocar esse problema à loja Vodafone e respectiva assistência técnica, o que nos parece é que a Vodafone não está a ser o suficientemente inteligente em deixar arrastar uma queixa formalizada, tendo já passado pela assistência técnica pela ordem de reparação: OR170101234, onde foi mencionada a seguinte frase "a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento", quando não passa na cabeça de ninguém que um telemóvel tire metade de uma foto legível e outra metade desfocada, não havendo quaisquer dúvidas por parte daassistência técnica quanto à existência deste problema, simplesmente descartaram-se da responsabilidade, ou quiseram "despachar" o queixoso.

Claro que podemos mandar novamente para a assistência técnica, voltar a reclamar e repetir dezenas de vezes, até que o problema seja resolvido, também podemos recorrer ao centro de arbitragem e consumo bem como outros meios legais, não vamos é andar a perder tempo sem que depois não sejamos ressarcidos, porque temos mais do que fazer do que andarmos a insistir numa decisão formecida pela assistência técnica e carta subsequente por parte da Vodafone a credibilizar e considerar nessa mesma decisão.

Mostrar mais
fproenca
Novo Utilizador
Obrigado pelo testemunho, uma rápida busca na internet já nos permitiu perceber que é um problema do equipamento, vamos ver até que ponto a Vodafone vai insistir na não observancia do problema, porque pelo caminho que estão a seguir, será mais dificil obter acordo de resolução.
Mostrar mais
João_Vodafone
Antigo Moderador

Olá @fproenca

 

Uma vez que se trata de uma situação técnica com o próprio equipamento, apenas poderá ser analisada por um dos nossos técnicos. Sugerimos nova deslocação a uma das nossas lojas com assistência técnica para verificação.

 

Obrigado

João - Vodafone

Mostrar mais
fproenca
Novo Utilizador

Será que ainda não perceberam que foram efectuados todos esses procedimentos, nomeadamente nova delocação à lojá ao qual nem sequer voltaram a ficar com o telemóvel, dizendo apenas que a a anomalia descrita pelo cliente trata-se duma caractarística do equipamento" e por esse razão, não existe uma avaria passível de reparação, mas sim um defeito de fabrico?

Já percebemos que teremos de recorrer a outra forma, nem é pelo valor do telemóvel que tanto poderia ter custado 50,00 euros como 700,00 euros, estão também em causa os principios comerciais e representativos de uma marca que supostamente vende telemóveis defeituosos e remete responsabilidades para um departamento que nada pode fazer.

 

Antes de voltarem a colocarem mensagens aqui no fórum (que estão a ser guardadas para uso futuro), recomendo irem ao vosso arquivo e leiam:

  • fatura n.º 8212276637 com data de 23/01/2017
  • ordem de reparação n.º OR170101234 de 25/09/2017
  • reclamação n.º 24373345 no “livro de reclamação” em 11/10/2017
  • resposta da Vodafone Refª. 1-1DJKWCKC em 12/10/207

Pela forma de como conduzem as reclamações, que são objectivas e explicitas, como conduzirão as reclamações menos objectivas?

 

Mostrar mais