Menu Toggle

Bem-vindo ao Fórum Vodafone

Yorn

A incrivel "resposta" da Vodafone às exigências do regulador

Novo Utilizador
No teu primeiro post o que mencionas é que aquele caso especifico não é permitido, mas não isenta os outros casos, que sao mencionados imediatamente no ponto acima. Lendo todo o documento continuo a crer que isto constitui violação das normas.

Ponto 40 menciona que as praticas de zero rating podem violar as normas, não que são permititidas.

Aliás tens logo a seguir o ponto 42:
" The ISP could either apply or offer zero-rating to an entire category of applications (e.g.
all video or all music streaming applications) or only to certain applications thereof (e.g.
its own services, one specific social media application, the most popular video or music
applications). In the latter case, an end-user is not prevented from using other music
applications. However, the zero price applied to the data traffic of the zero-rated music
application (and the fact that the data traffic of the zero-rated music application does
not count towards any data cap in place on the IAS) creates an economic incentive to
use that music application instead of competing ones. The effects of such a practice
applied to a specific application are more likely to “undermine the essence of the end-
users’ rights” or lead to circumstances where “end-users’ choice is materially reduced in
practice” (Recital 7) than when it is applied to an entire category of applications."

Zero rating numa categoria não viola as regras, mas não é o caso aqui. Aqui é aplicado zero rating a aplicações especificas, o que viola as normas.
Mostrar mais
Ultra Sábio

Não sei se não percebes inglês ou se estás apenas a implicar...

No que postaste logo na primeira linha:

 

"(...) only to certain applications thereof (e.g. its own services, one specific social media application, the most popular video or music applications). In the latter case, an end-user is not prevented from using other music applications. "

 

Podem aplicar a um leque de apps do mesmo serviço, o que é impossível tendo em conta que há milhões de apps nas stores, ou a algumas apps ou app em especifico, sendo que as outras não ficam prevenidas de podermos aceder.

Atenção que tudo o que o BEREC diz é apenas um guia para os operadores seguirem, e neste momento não há nada que esteja contra as guidelines.

A única coisa que discordo e que já acontecia antes é o pacote automatico de 1.99€ para 100MB.

Esta alteração só vem "estragar" os planos a quem não tinha saldo para débitos e conseguia aceder às apps gratuitas, porque quem tinha saldo para o pacote ia acontecer a mesma coisa que acontece agora.

 

 

PS: Má ideia postar isso no reddit, levas sempre com um mar de downvotes em assuntos polémicos.

Mostrar mais
Novo Utilizador
Estás a cortar uma parte muito importante que vem logo a seguir: "However, the zero price applied to the data traffic of the zero-rated music
application (and the fact that the data traffic of the zero-rated music application does
not count towards any data cap in place on the IAS) creates an economic incentive to
use that music application instead of competing ones. The effects of such a practice
applied to a specific application are more likely to “undermine the essence of the end-
users’ rights” or lead to circumstances where “end-users’ choice is materially reduced in
practice” (Recital 7) than when it is applied to an entire category of applications"

Se eles podiam ser mais diretos? Claro que sim, definições concretas seriam bem melhores do que "pode violar as normas". No entanto é perfeitamente visivel que esta prática das "apps grátis" segmenta as escolhas do consumidor e isso viola as normas de neutralidade na net.
Mostrar mais
Highlighted
Ultra Sábio

Ai só diz que acontece isso, não que é ilegal ou que não podem fazer.

Tal como disse, as diretivas europeias são guias para os operadores seguirem, senão qual era a lógica de dizer que os operadores podem aplicar zero-rating e oferecer subscrições e depois dizer que isso pode criar incentivo economico para usar outra app?

Falas sempre em "claramente", "perfeitamente visível", quando na verdade tudo isto é permitido e estás apenas a repetir a mesma coisa sem fundamento nenhum à espera de ganhar voz nesta guerra.

 

O que não é permitido, volto a frisar, é BLOQUEAR acesso a outras apps, tal como fizeram nos EUA e deu uma polémica enorme. Imagina teres net só para acederes ao netflix e ao site da vodafone, isso sim vai contra a neutralidade da rede.

Agora isto que estás aqui a discutir? Nada a ver, é apenas zero-rating, que não é neutralidade da rede.

A rede continua neutra, tens acesso a tudo, a diferença é que tens apps que não gastam do pacote geral e perdes acesso a TUDO assim que terminar a tua net. Quão mais neutro queres?

 

Achas que fizeram isto de propósito para Portugal? 

Quem tenha uma app do gênero que queira que seja adicionada ao pacote de apps gratuitas pode sempre sugerir à vodafone. As aplicações quando este tarifário começou eram bem menos.

 

Mostrar mais
Novo Utilizador
No texto não diz que zero rating é permitido, e discordo totalmente da tua visão de que dar acesso previligiado a determinadas apps, não contabilizando os seus dados, que é politica neutra. Discordo de todo dessa tua visão. Para mim é facto que isso não é ser neutro. Mas já percebi que insistes em defender estas politicas por isso não adianta alongarmos mais o nosso debate.
Mostrar mais
Ultra Sábio
Porque que iriam establecer normas a algo ilegal? É neutro porque podes aceder às outras e NUNCA te forçam a usar as outras. É literalmente esse o principio que foi discutido e alterado! Concordo, e já disse tudo o que tinha a dizer. Eu não defendo as politicas, apenas afirmo que estão dentro das normas impostas. Por mim preferia ter 20GB de net para tudo.
Mostrar mais
Utilizadores mais votados