Menu Toggle

Bem-vindo ao Fórum Vodafone

Yorn

Spotify consome dados do pacote normal (não dos 15GB de Apps "Gratuitas")

Highlighted
Visitante Junior

Este mês, o Spotify está a consumir dados do pacote geral de MB, e posso comprová-lo através dos contadores nativos do telefone. Fui indevidamente cobrado por uma Tarifa Extra (1.99€). Contactei o Apoio a Clientes, e desloquei-me à loja do NorteShopping. Devolveram-me o valor, disseram-me que iriam investigar a situação, e sugeriram-me a seguinte solução: "Trocar pontos Clube Viva por um pacote adicional de 500 MB, para não ficar sem internet até ao final do mês". Aceitei, e surpreendentemente esses mesmos 500 MB não foram aplicados... Na utilização seguinte do Spotify com dados móveis, hoje, uma nova tarifa extra foi cobrada.

 

Espero seriamente que a Vodafone resolva rápidamente esta situação e apresente a devida compensação.

 

Atentamente,

João Bernardino

 

CálculosCálculosContadores MyVodafoneContadores MyVodafoneContadores TelefoneContadores Telefone

Mostrar mais
16 RESPOSTAS 16
Highlighted
Moderador

Olá @joaomnb,

 

Compreendemos e lamentamos a sua insatisfação. 

 

Procedemos à ativação dos 500MB, pelo que deverá aguardar o prazo máximo de 1 hora.

 

Obrigado,

Rodolf_Vodafone

Mostrar mais
Highlighted
Visitante Junior
Boa noite.

Passaram +3 horas e ainda não recebi qualquer notificação sobre esses 500Mb terem sido ativados.

Também ainda não me foi devolvido o valor cobrado pela segunda tarifa extra consecutiva que me cobraram indevidamente. Agradeço que o façam.

E por último, espero que o problema do consumo de dados seja resolvido. Já me foi tirado saldo, sem justificação ou motivo valido, por duas vezes no espaço de poucos dias. Será que é preciso acontecer uma terceira?

Atentamente,
João
Mostrar mais
Highlighted
Moderador

A Vodafone aplica a taxação de acordo com a comunicação enviada pelo equipamento do Cliente através de Rede.

 

Pela sua mensagem, depreendemos que efetuou a contabilização através do contador do telefone. A contagem feita pelo equipamento e a contagem feita pelo tarifário são distintas.

 

Estes contadores são pequenos aplicativos nos telefones que permitem ajudar o Cliente a controlar os consumos de dados. Para que consiga fazer uso das mesmas, deve adequar a contagem que é feita a alguns fatores correspondentes ao seu serviço móvel e à forma como ele funciona, para que este aplicativo possa dar alguma informação útil e não informação totalmente desfasada das condições aplicadas pelo operador.

 

Estes aplicativos desconhecem as regras de faturação do fornecedor de serviço. Se um plano é faturado em blocos de 1MB, o aplicativo só conta os dados que foram gastos e não um bloco de 1MB inteiro, que é o que aparece na fatura, e que é contado do lado do operador, tal como as regras do serviço do cliente.

 

Processos de manutenção da ligação estão tipicamente excluídos de contagem do lado do operador, mas os contadores do telefone não sabendo dessa regra e contam todo esse tráfego.

 

A não contagem de alguns URL´s para efeito de acumulação nos consumos, exemplo o serviço de MMS que não acumula no consumo de dados (contagem Vodafone), mas que é contado pelo equipamento como mais dados gastos a enviar e receber informação.


A informação que pode ser considerada correta é sempre a indicada pelo My Vodafone, onde todas as regras e condições são respeitadas na apresentação da informação ao utilizador. Ciclo de faturação/renovação dos contadores – Deve, dentro do possível, acertar a contagem que é feita pelo telefone, alterando o ciclo de renovação dos pacotes de dados no mesmo dia em que isso acontece no fornecedor de internet.

condições do tarifário subscrito.


Esta ativação tem como objetivo continuar a disponibilizar o serviço de dados ao Cliente sem o risco de qualquer interrupção, só porque consumiu na totalidade os megas disponíveis no seu plafond.

Esta pacote tem um custo de 1.99€ e oferece um pacote de 100MB válidos por 5 dias.
https://www.vodafone.pt/telemoveis/tarifarios/detalhe-tarifa-internet-movel.html

 

Para que as Apps tenham o correto funcionamento com o tarifário, deverão ser acedidas com o próprio telemóvel e com a ligação de dados configurada para a APN Net2.

 

Mesmo com a APN corretamente configurada, poderá existir uma parte do tráfego que não seja contabilizada pelas Apps gratuitas, como poderá consultar na informação/condições do tarifário em: https://www.yorn.net/yorn/tarifario/yornx.html » Ver Mais.

Por exemplo, o Facebook utiliza links páginas e videos externos, não sendo contabilizados pelas Apps gratuitas.

 

Alertamos que os Smartphones têm uma série de aplicações e serviços, não incluídos no tarifário e que se ligam automaticamente à Internet, gerando desconto do plafond mensal de dados do tarifário.

 

Conforme funcionamento dos Smartphones, não é possível canalizar os dados para uma app, não tendo plafond do plano disponível algumas apps podem não funcionar apesar da generalidade do tráfego destas apps estar incluído, poderá existir uma fração do mesmo que não fique identificado e que, por esse motivo, seja descontado do pacote de MB do tarifário.

 

Esta situação poderá ocorrer caso os fornecedores das apps ou dos serviços que as suportam façam alterações ou atualizações.

 

O aditivo 500MB já se encontra ativado e o crédito de 1.99€ foi feito de forma excecional visto que, não foi detetado qualquer erro após análise pelo departamento responsável.

 

 

Obrigada,

Marta_Vodafone
 

Mostrar mais
Highlighted
Visitante Junior

Uma boa noite para si também, Marta.

 

Para começar, agradeço a densa explicação sobre o funcionamento dos contadores de tráfego de dados. Permita-me, por favor, realçar os seguintes pontos:

 

1º Os valores que apresentei são do contador nativo do telefone que, ao contrário do MyVodafone, apresenta dados detalhados, estando discriminados os consumos de cada aplicação instalada e até de cada serviço do próprio sistema operativo.

 

2º O facto de a operadora faturar o tráfego em blocos de 1 MB poderia justificar uma diferença de alguns KB, ou poucos MB no limite. Jamais pode causar uma diferença na ordem dos 300 MBs, que foi o que se verificou neste caso. Sugiro que analise com mais atenção as imagens que anexei – perceberá rapidamente que o contador do telefone foi reiniciado às 00:00 do dia 01 de Maio de 2020, no preciso momento em que o pacote de dados foi renovado. Perceberá também que, de acordo com o contador do telemóvel, o total do tráfego não proveniente de "aplicações gratuitas" ronda os 700 MB. Nesse preciso momento, de acordo com a Vodafone, o plafond de 1GB já teria sido esgotado. A Marta sugere que uma diferença tão grande possa resultar do facto de a operadora faturar em blocos de 1 MB? Interessante.

 

3º O facto de o contador do telefone contabilizar processos de manutenção e a operadora não só poderia ter como consequência uma leitura de valores mais elevados pelo telefone. Uma vez que não é esse o caso, não compreendo a pertinência desse argumento.

 

4º Afirmou que "A informação que pode ser considerada correta é sempre a indicada pelo My Vodafone". Convenientemente, aí, é impossível saber os consumos de cada aplicação. O tarifário tem diferentes plafonds para diferentes aplicações... Mas na única "fonte" onde o utilizador pode obter a informação "considerada correta", esse tipo de informação é omitido.

 

5º É profundamente falso que o objetivo da Tarifa Extra seja aquele que mencionou. O objetivo dessa Tarifa Extra é pura e simplesmente lucrar com as pessoas "mais distraídas", que esgotam repetidamente os seus planos de dados. Se o propósito estivesse remotamente relacionado com a satisfação do consumidor, esse serviço seria OPCIONAL. Todos os clientes deveriam poder escolher se, caso esgotem o seu plano de dados, preferem que o serviço seja cortado, ou se preferem que lhes sejam cobradas Tarifas Extra indefinidamente. Em vez disso, a Vodafone FORÇA esse serviço aos seus clientes, fazendo débitos aos saldos sem consentimento.

 

Para terminar, lamento profundamente que a situação esteja a ser conduzida desta forma. Fiz uma exposição clara e sustentada do problema que me ocorreu esta semana, pela primeira vez, após ser cliente Vodafone há vários anos... As imagens que anexei à minha publicação inicial são auto-explicativas, e demonstram que ocorreu nitidamente um erro na faturação de dados móveis por parte da Vodafone. Ambas as Tarifas Extras foram aplicadas durante viagens em que conduzia, com o telemóvel no bolso, apenas a reproduzir podcasts através do Spotify pelo auricular. Esse pormenor, juntamente com os cálculos dos contadores, não deixam margem para dúvidas.

 

Assim sendo, peço que este assunto seja novamente analisado por parte da Vodafone, pois ainda não se encontra resolvido.

 

Atentamente,

João

Mostrar mais
Highlighted
Moderador

Olá @Joãomnb,

 

No seguimento da mensagem enviada pela Marta_Vodafone, reforçamos que apesar de a generalidade do tráfego gerado pelas Apps estar incluído no Yorn X, poderá existir uma fração do tráfego que não fique identificado e que, por esse motivo, seja descontado do pacote de MB do tarifário.

 

Esta situação poderá ocorrer caso os fornecedores efetuem alterações ou atualizações das suas Apps ou dos serviços que as suportam. Algumas Apps podem aceder a plataformas/serviços/sites de outros fornecedores. Esse tráfego não está incluído, pelo que poderá ser descontado do pacote de MB do tarifário.

 

Obrigado,

Jorge_Vodafone

Mostrar mais
Highlighted
Visitante Junior

Bom dia Jorge,

 

Compreendo que a contagem de dados utilizados não é algo linear e infalível, que depende de vários fatores, e que podem haver pequenas variações ou imprecisões. Como deve imaginar, não analiso ao pormenor cada MB que me é faturado... Mas, aqui, estamos a falar de uma situação pontual e de uma escala muito significativa. Volto a reforçar, é perfeitamente compreensível que haja ligeiras diferenças entre o contador do equipamento e o da operadora... Mas neste caso, o pacote de 1GB foi dado como esgotado quando o contador do sistema operativo registava, somando todo o tráfego que deveria ser descontado desse plafond, menos de 700MB. É uma diferença demasiado grande para ser justificada com as variações "normais".

 

A outra hipótese que apresenta, de algumas Apps poderem aceder a plataformas/serviços/sites de outros fornecedores, já poderia justificar melhor diferenças tão grandes... Já foi aqui apresentado o exemplo da app Facebook, dentro da qual é possível aceder a conteúdos externos (sites, videos, etc.) através do browser integrado. No entanto, como expliquei, o problema aqui verificou-se concretamente com a aplicação Spotify. Esta aplicação em particular não tem nenhuma funcionalidade desse tipo, o único tráfego que gera é mesmo o da transmissão de audio (musica/podcasts). No caso do Spotify, é suposto todo o tráfego ser descontado do plafond das  Apps Gratuitas, como aliás sempre aconteceu até aqui.

 

No entanto, finalmente, sugere outra explicação que ainda não tinha sida mencionada – alterações das próprias apps/serviços, por parte dos fornecedores. Ou seja, consigo perceber que, de um momento para o outro, o fornecedor do Spotify implemente uma qualquer alteração ao funcionamento do seu serviço que provoque um erro na contagem de tráfego por parte da Vodafone. Isso, sim, parece-me uma hipótese plausível, que faz sentido. Compreendo que a Vodafone não possa prever antecipadamente as alterações que cada fornecedor poderá vir a efetuar, e apenas consiga fazer os ajustes necessarios após estas terem sido aplicadas. Mas, caso isso aconteça, a Vodafone tem o dever de assumir essa responsabilidade e não prejudicar o cliente, seja por ficar impedido de utilizar o serviço pelo qual paga e a que tem direito, seja por lhe serem cobrados valores extra sem o seu consentimento.

 

Relembro que me foi devolvido o valor da primeira Tarifa Extra cobrada após ter entrado em contacto com o Apoio ao Cliente e me ter deslocado a uma loja Vodafone. Na chamada foi-me apresentada a opção de trocar os meus pontos Clube Viva por um pacote de dados adicional, que aceitei, e na loja foi-me dito que podia voltar a ativar os dados móveis, pois esse pacote adicional de 500MBs tinha sido ativado. Assim fiz, e para minha surpresa foi-me rapidamente cobrada uma segunda Tarifa Extra, por erro da Vodafone (que não ativou efetivamente o pacote adicional de 500MB), cujo valor não me foi ainda devolvido.

 

Acredito que o problema com a app Spotify seja resolvido rapidamente pela Vodafone, talvez até já tenha sido.

Acredito (e espero) que tenha sido mesmo uma situação pontual, e não algo que se vá repetir.

 

Mas, infelizmente, só posso fazer um balanço muito negativo da forma como esta situação foi (e está a ser) tratada pela Vodafone, através dos seus representantes aqui no Fórum e no serviço de Apoio ao Cliente.

 

E por último, fica registado o profundo desagrado pela postura da Vodafone quando às Tarifas Extra que cobra sem consentimento. Um serviço desse tipo jamais deveria ser forçado aos clientes! Ter algo assim ativado por omissão já é um golpe baixo... Não permitir a sua desativação é uma atitude desprezível.

 

Atentamente,

João

Mostrar mais
Highlighted
Novo Utilizador
Nem vale a pena, eles sempre removeram dinheiro de forma ilícita e depois culpam “bugs” no sistema. Eu já fui cobrado umas 5 vezes ou mais um valor de 0,25€ por um serviço que já tinha desativado. De todas as vezes que reclamei, devolviam o dinheiro e pediam desculpas pelo ocorrido... só para depois voltar a acontecer. Eu sinceramente já nem gosto deste tarifário da Yorn pelo simples motivo da imposição de 15GB para determinadas apps invés de dados ilimitados para essas apps (estou ciente de que antes desta mudança, eram também 15GB os tais dados ilimitados, porém, se esse valor chegasse a zero, assim que reclamavas eles não tinham outra opção senão oferecer mais dados para as apps ilimitadas). E a troca do Apple Music pelo Tidal foi o que me fez querer mudar deste tarifário. Só estou no tarifário até a minha oferta de Apple Music terminar, e depois vou mudar para a WTF ou Moche e prefiro pagar Apple Music à parte. Além de oferecerem mais apps no pacote de 5GB para vídeos, as apps continuam com dados ilimitados no tarifário e também têm algumas ofertas agradáveis. Sinceramente, o tarifário da Yorn foi de mal a pior. Fica aqui a sugestão para quem esteja a ler, não se prendam à Yorn.
Mostrar mais
Highlighted
Moderador

@joaomnb

 

Foi também encaminhado à área técnica um pedido de acompanhamento dos seus consumos, de forma a ser verificado se existem incoerências nas Apps, ao serem detectadas serão corrigidas.

 

Efetuámos ainda o crédito do 1,05 Euros da tarifa extra debitada no seu tarifário.

 

Obrigado

Brunof_Vodafone

Mostrar mais
Highlighted
Visitante Junior

Boa tarde Bruno,

 

Confirmo a recepção do crédito de 1.05 – Obrigado!

Informo ainda que entretanto já fiz nova utilização, de vários minutos, do Spotify com dados móveis, e confirmo que o tráfego já foi correctamente descontado do plafond de 15 GB de Apps Gratuitas, como é esperado. A situação parece, para já, ter sido corrigida.

 

Entretanto, pretendo esclarecer uma dúvida para a qual não encontrei resposta concreta nos websites Vodafone e Yorn:

 

Caso pretenda alterar a modalidade do meu tarifário Yorn X 1GB para o equivalente em formato pós-pago/fatura, o que acontece com o saldo que tenho actualmente disponível? É mantido e vai sendo descontado das faturas até se esgotar? E caso eu pretenda mudar de operadora e fazer a portabilidade do meu número, é possível transferir a totalidade do saldo para outro cartão Vodafone?

 

Atentamente,

João

 

Mostrar mais