Menu Toggle

Bem-vindo ao Fórum Vodafone

Pré-pagos

Paguei à Vodafone, 963 Euros, entre Maio de 2018 e Fevereiro de 2020.

Highlighted
Moderador

Olá @Setnof1967,

 

Temos registado que já existe uma resposta ao seu e-mail, pelo que pedimos que verifique a sua caixa de entrada.

 

Obrigado,

Rodolf_Vodafone

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Estimado Sr. José Augusto Silva e Sra. Ilda Loureiro, do Serviço de Apoio a Clientes da Vodafone Portugal,
Importa-me pouco o que o vosso Gabinete de Apoio à Qualidade de Vodafone Portugal, decidiu e analisou, porque uma das coisas que o AVC não me afetou foi a memória.
Outras coisas sim, mas a memória, não totalmente, penso eu.
Eu não me esqueço das horas que passei a ligar para o 16912, sem que ninguém me resolvesse a assunto.
A Vodafone Portugal não me pode dizer que não sabia de nada, porque a Sra. Ângela Peixoto, mandou-me um e-mail em Novembro de 2019 e também recebi o seguinte e-mail em 24 Outubro 2019:
“Estimado Cliente,
A situação que nos reportou foi recebida e ficou registada com a referência: 2244703.
O seu pedido será respondido tão breve quanto possível.”
Se quiser ler os e-mails a que faço referencia posso envia-los de novo, para o seu e-mail, se mo indicar, em vez de se esconder atras de um e-mail genérico.
Sabe uma coisa que a Vodafone Portugal nunca se esqueceu todos os meses, de me mandar a fatura de aproximadamente, 50 Euros.
Eu estou desesperado e também não me esqueço que paguei à Vodafone Portugal, 963 Euros, entre Maio de 2018 e Fevereiro de 2020, porque tenho que dar o dinheiro as pessoas a quem o pedi emprestado e não tenho meios para o fazer.
Já publiquei isto no Facebook, no LinkedIn no Portal da Queixa, no Fórum Vodafone, ao CNIACC – CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO, e vou continuar até a Vodafone Portugal me devolver o dinheiro que eu paguei e não podia.
Já sei que é uma luta com dois adversários de dimensões diferentes, por a Vodafone é uma multinacional muito grande e eu sou um simples cliente, mas pelo menos ninguém me vai calar porque eu tenho a razão do meu lado.
Posso até gastar mais do que me vão devolver, mas a Vodafone Portugal, não vai gozar com o meu dinheiro.
Cumprimentos e obrigado por tudo,
--
Paulo Cardoso Fontes
Telf. ********
Telf. *********
E-mail:*******

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Estimado Sr. José Augusto Silva e Sra. Ilda Loureiro, do Serviço de Apoio a Clientes da Vodafone Portugal,

Importa-me pouco o que o vosso Gabinete de Apoio à Qualidade de Vodafone Portugal, decidiu e analisou, porque uma das coisas que o AVC não me afetou foi a memória.

Outras coisas sim, mas a memória, não totalmente, penso eu.

Eu não me esqueço das horas que passei a ligar para o 16912, sem que ninguém me resolvesse a assunto.

A Vodafone Portugal não me pode dizer que não sabia de nada, porque a Sra. Ângela Peixoto, mandou-me um e-mail em Novembro de 2019 e também recebi o seguinte e-mail em 24 Outubro 2019:

“Estimado Cliente,

A situação que nos reportou foi recebida e ficou registada com a referência: 2244703.

O seu pedido será respondido tão breve quanto possível.”

Se quiser ler os e-mails a que faço referencia posso envia-los de novo, para o seu e-mail, se mo indicar, em vez de se esconder atras de um e-mail genérico.

Sabe uma coisa que a Vodafone Portugal nunca se esqueceu todos os meses, de me mandar a fatura de aproximadamente, 50 Euros.

Eu estou desesperado e também não me esqueço que paguei à Vodafone Portugal, 963 Euros, entre Maio de 2018 e Fevereiro de 2020, porque tenho que dar o dinheiro as pessoas a quem o pedi emprestado e não tenho meios para o fazer.

Já publiquei isto no Facebook, no LinkedIn no Portal da Queixa, no Fórum Vodafone, ao CNIACC – CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO, e vou continuar até a Vodafone Portugal me devolver o dinheiro que eu paguei e não podia.

Já sei que é uma luta com dois adversários de dimensões diferentes, por a Vodafone é uma multinacional muito grande e eu sou um simples cliente, mas pelo menos ninguém me vai calar porque eu tenho a razão do meu lado.

Posso até gastar mais do que me vão devolver, mas a Vodafone Portugal, não vai gozar com o meu dinheiro.

Cumprimentos e obrigado por tudo,

--

Paulo Cardoso Fontes

Telf. **** *** *** *** 

Telf. **** ***** ***** *****

E-mail: *********

Mostrar mais
Highlighted
Moderador

Olá @Setnof1967,

 

No seguimento do exposto e de acordo com a análise efetuada pelo Gabinete de Apoio à Qualidade Vodafone, a sua situação foi devidamente verificada, sendo cancelado o contrato e a título excecional não foi aplicada qualquer penalização por incumprimento do mesmo.

 

Neste sentido, consideramos a sua questão devidamente esclarecida.

 

Estaremos sempre disponíveis para qualquer questão, caso necessite, não hesite em contactar-nos.

 

Obrigado,

Rodolf_Vodafone

 

 

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Estimado Sr. José Augusto Silva e Sra. Ilda Loureiro, do Serviço de Apoio a Clientes da Vodafone Portugal,

Importa-me pouco o que o vosso Gabinete de Apoio à Qualidade de Vodafone Portugal, decidiu e analisou, porque uma das coisas que o AVC não me afetou foi a memória.

Outras coisas sim, mas a memória, não totalmente, penso eu.

Eu não me esqueço das horas que passei a ligar para o 16912, sem que ninguém me resolvesse a assunto.

A Vodafone Portugal não me pode dizer que não sabia de nada, porque a Sra. Ângela Peixoto, mandou-me um e-mail em Novembro de 2019 e também recebi o seguinte e-mail em 24 Outubro 2019:

“Estimado Cliente,

A situação que nos reportou foi recebida e ficou registada com a referência: 2244703.

O seu pedido será respondido tão breve quanto possível.”

Se quiser ler os e-mails a que faço referencia posso envia-los de novo, para o seu e-mail, se mo indicar, em vez de se esconder atras de um e-mail genérico.

Sabe uma coisa que a Vodafone Portugal nunca se esqueceu todos os meses, de me mandar a fatura de aproximadamente, 50 Euros.

Eu estou desesperado e também não me esqueço que paguei à Vodafone Portugal, 963 Euros, entre Maio de 2018 e Fevereiro de 2020, porque tenho que dar o dinheiro as pessoas a quem o pedi emprestado e não tenho meios para o fazer.

Já publiquei isto no Facebook, no LinkedIn no Portal da Queixa, no Fórum Vodafone, ao CNIACC – CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO, e vou continuar até a Vodafone Portugal me devolver o dinheiro que eu paguei e não podia.

Já sei que é uma luta com dois adversários de dimensões diferentes, por a Vodafone é uma multinacional muito grande e eu sou um simples cliente, mas pelo menos ninguém me vai calar porque eu tenho a razão do meu lado.

Posso até gastar mais do que me vão devolver, mas a Vodafone Portugal, não vai gozar com o meu dinheiro.

Cumprimentos e obrigado por tudo,

--

Paulo Cardoso Fontes

Telf.******************

Telf. *********************

E-mail: *************

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Exmo. Sr. José Augusto Silva e Sra. Ilda Loureiro, do Serviço de Apoio a Clientes da Vodafone,

 

Vou explicar tudo de novo a ver se vocês entendem porque a Vodafone falhou…

 

Eu tive um AVC com hemorragia no dia 09/06/2018 perto do Hospital de Verin. As pessoas que estavam comigo, viram que era algo grave e chamaram a Ambulância, porque eu perdi os sentidos. Depois de chegar ao Hospital de Verin foi transferido de helicóptero para o Hospital de Ourense, onde me trataram. Acordei 14 dias depois nos Cuidados Intensivos do Hospital de Ourense e depois de 2 operações à cabeça, comecei a melhorar. Nesse momento nem eu nem ninguém da minha família, não pensava em nada, só queria era salvar a minha vida.

Fazendo Fisioterapia em Ourense, no próprio quarto, todos os dias sentia que melhorava a cada dia, e lembrei-me do telemóvel, mas do PIN não me lembrava. Disseram-me que quem pagou estes meses todos as faturas à Vodafone, mesmo sem a usar, foi uma das minhas irmãs.

A partir desse momento contactei o serviço 16912, onde eu expliquei sempre que não podia trabalhar e que queria fechar a empresa. De la respondiam que tinham percebido tudo e que iam resolver o problema. Mas mais uma vez recebia uma fatura da Vodafone de aproximadamente 50 Euros.

Estive no Hospital de Ourense, até 15/08/2018 de onde foi transferido numa Ambulância, para o Hospital de Verin, onde passado uns dias comecei a fazer Fisioterapia. O AVC afetou-me toda a parte direita, a memória e o equilíbrio.

As faturas da Vodafone continuavam a chegar. Levavam-me da cama onde eu estava, para a Fisioterapia em uma cadeira de rodas, empurrado por um enfermeiro do Hospital.

Voltava a ligar para o 16912 e disseram-me a mesma coisa que no mês anterior. Nesse mês liguei várias vezes, para que não me acontecer como no mês passado. Sempre que ligava para o 16912, como me atendiam pessoas diferentes tinha que explicar novamente o assunto. Liguei e mandei vários e-mails e a Sra. Ângela Peixoto, Assistente Pessoal da Vodafone, dizia que tinha percebido tudo e que ia já resolver o assunto. E novamente me chegava outra fatura da Vodafone para eu pagar. Na impossibilidade de a pagar tive que pedir dinheiro emprestado para o fazer. Como não aparecia ninguém a dar a cara fisicamente, pedi ajuda a vários agentes que trabalham diretamente com a Vodafone, a ver se eles conseguiam alguma coisa.

Pedi também para me levarem a sede da Vodafone, porque eu não posso conduzir, e lá responderam que para alterar o contrato eu tinha que apesentar um Atestado Médico, quando bastava olharem para o meu estado físico e sabiam logo que eu não podia trabalhar… e novamente me chegou uma fatura da Vodafone para eu pagar! Como só tinha relatórios em espanhol tive que pagar o uma empresa que mos traduzisse, para português e pagar a um Notário que os Autenticasse. E novamente me chegou mais uma fatura da Vodafone para pagar. Depois de entregar, os relatórios, no Centro de Saúde, tinha que aguardar algum tempo, que o Delegado de Saúde me chamasse. E lá veio mais uma fatura da Vodafone para pagar. Passado algum tempo e fazendo pedido a pessoas amigas, o Delegado de Saúde chamou-me e atribuí-me um Grau de Incapacidade de 68%.

Mostrei esse Atestado Medico Multiusos a Vodafone e finalmente disse que tinha havido um erro da parte deles, que eu já podia ter resolvido o assunto e que me davam, 40 Euros, em crédito, para eu me calar.

Eu disse à pessoa da Vodafone que me ligou, que considerava esse valor um insulto, porque nem um mês de atraso da Vodafone compensava e ainda, em forma de crédito, o que significa que fica tudo, na própria Vodafone.

Esta é de forma resumida a minha odisseia com a Vodafone, mas ao final de contas eu paguei só a Vodafone 963 euros. Para eles resolverem um problema criado pela própria Vodafone, porque eu não tive culpa que me desse o AVC hemorrágico, que depois disso já nada volta a ser como antes, é como voltar a nascer. E a prova disso é que passados estes meses ainda estou a recuperar e não posso conduzir.

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Toda a gent com que falei disse-me que a Vodafone falhou, e muito...

Agora vamos ver como a Vodafone resolve o assunto!!!

Mostrar mais
Highlighted
Super Visitante

Olá Marta,

A Vodafone agora é muito rápida a responder a mandar cópia para a ANACON, mas a resolver o meu assunto, não foi tão rápida.
Bastava que me atendesse no 16912 e reportassem o assunto a alguém que decidisse alguma coisa, e que essa pessoa me ligasse de volta a confirmar a história e não originava esta minha queixa.
Eu nunca disse que queria sair da Vodafone, e que era a pior empresa do mundo, só pedia para alterarem o contrato, porque ia fechar a empresa, devido a ter-me acontecido um AVC Hemorrágico.
Eu já não digo para resolverem o assunto ao telefone, porque podia ser tudo "inventado", mas quando eu pedi para me levarem a vossa sede, e nem olharem para o meu estado físico, é inadmissível. E foi mesmo a gozarem comigo…
Bastava olharem para mim viam logo que eu não podia trabalhar!!!
Em vez disso, todos estes meses a Vodafone me mandou uma fatura mensal, eu paguei religiosamente, até chegar a esta quantia de 963 euros. Sem se preocuparem de onde vinha o dinheiro, já que eu fiquei sem trabalhar devido ao AVC.

Mostrar mais
Super Visitante

Olá Rodolf,

A Vodafone agora é muito rápida a responder a mandar cópia para a ANACON, mas a resolver o meu assunto, não foi tão rápida.
Bastava que me atendesse no 16912 e reportassem o assunto a alguém que decidisse alguma coisa, e que essa pessoa me ligasse de volta a confirmar a história e não originava esta minha queixa.
Eu nunca disse que queria sair da Vodafone, e que era a pior empresa do mundo, só pedia para alterarem o contrato, porque ia fechar a empresa, devido a ter-me acontecido um AVC Hemorrágico.
Eu já não digo para resolverem o assunto ao telefone, porque podia ser tudo "inventado", mas quando eu pedi para me levarem a vossa sede, e nem olharem para o meu estado físico, é inadmissível. E foi mesmo a gozarem comigo…
Bastava olharem para mim viam logo que eu não podia trabalhar!!!
Em vez disso, todos estes meses a Vodafone me mandou uma fatura mensal, eu paguei religiosamente, até chegar a esta quantia de 963 euros. Sem se preocuparem de onde vinha o dinheiro, já que eu fiquei sem trabalhar devido ao AVC.

O assunto está muito longe de estar resolvido, porque eu não me vou calar porque tenho razão e porque tenho que devolver oo dinheiro as pessaos que mo empretaram para pagar à Vodafone!

Mostrar mais